Viagem ao maior vale glaciar da Europa

O Vale Glaciar do Zêzere é um vale em “U” e resultou da erosão de um antigo glaciar que ocupava o vale atual.

 

Corresponde à língua glaciária de maior dimensão da Serra da Estrela, atingindo os 13 km de extensão .

O enorme peso e a lenta descida de um glaciar chega para transformar um vale normal em forma de V num vale em U. A localidade de Manteigas está localizada em pleno Vale Glaciar do Zêzere, que com a sua forma perfeita em ‘U’ é um dos melhores exemplos da modelação da paisagem pelos glaciares.

Pode ser facilmente observado o local em que o glaciar ultrapassava a zona da actual vila de Manteigas, tendo-se dissolvido a cerca de 680 m de altitude. O enorme comprimento do vale glaciário, deve-se ao facto de ter sido alimentado pelas línguas da Nave de Santo António, Covão da Ametade, Candieira e Covões , progressivamente.

A espessura da língua de gelo atingia na parte montante do vale cerca de 300m, o que pode ser confirmado pela existência de moreias na Lagoa Seca. Na Nave de Santo António existem também moreias laterais espectaculares. A jusante, na margem esquerda do Rio Zêzere, abaixo do vale da Candieira, encontram-se moreias mais baixas às quais se chama Espinhaço do Cão.


Esta entrada foi publicada em Filmes/ Documentários, Moodle, Viagens. ligação permanente.

Deixar uma resposta